Vídeo marketing: 5 dicas para aplicar o formato

Nos dias de hoje, é cada vez mais difícil encontrar algum usuário da internet que não tenha o hábito de consumir vídeos. O recurso ganha espaço e se consolida como um importante aliado do marketing, conforme mostram as tendências de vídeo marketing — nome dado à união da estratégia de venda com a ferramenta de comunicação.

A pesquisa “Inside Video 2022”, realizada pela Kantar Ibope Media, traz importantes números sobre este cenário. Segundo o relatório, os formatos de vídeo receberam 63% do total de investimentos publicitários em 2021. Ainda conforme a pesquisa, 98% dos entrevistados afirmaram ter consumido algum formato de vídeo dentro de casa no primeiro trimestre de 2022.

“Os números fortalecem a expectativa de crescimento, e que, nos próximos anos, o consumo de conteúdo de vídeo atinja os níveis mais altos de todos os tempos – e isso, inclui, é claro, o consumo de vídeos nas redes sociais”, explica a especialista em redes sociais e CEO da AcoutPlus, Adriana Coutinho.

A gama de utilizações possíveis da estratégia de vídeo marketing é extensa. Segundo a especialista, o vídeo traz diversas vantagens em sua aplicação. “A lista de vantagens é grande, mas entre elas podemos destacar o aumento no engajamento e a entrega de conteúdos mais ricos e que criam maior identificação entre seguidores e marcas ou influencers”.

Adriana ressalta que o uso de vídeos na estratégia de marketing digital é indispensável atualmente. “Plataformas como o Instagram e Facebook estão dando muito mais alcance para conteúdo em vídeo. Os algoritmos trabalham a favor dos vídeos. Portanto, não lançar mão desse recurso é perder tempo e, consequentemente, vendas e engajamento”, pontua.
5 dicas para o uso de vídeo em sua estratégia de marketing digital

Coutinho dá cinco dicas para o uso do vídeo na estratégia digital. Confira!

1) Identificação

Como o seu seguidor pensa? Como você pensaria se você fosse seu seguidor? O que você gostaria de ver? Isso é identificação. Pensar como seguidor é o primeiro caminho para planejar o roteiro dos vídeos que você postará em seu feed.

2) Transmissões ao vivo

As “lives” viveram um boom em 2020, com a pandemia do coronavírus. Artistas de todos os segmentos, profissionais de diversas áreas, empresas e organizações não governamentais passaram a transmitir, ao vivo, shows, eventos, bate-papos, aulas abertas e outros conteúdos. Essa é uma tendência que veio para ficar, inclusive para as vendas – o chamado live commerce. Invista!

3) Vídeos da empresa

Um novo espaço foi inaugurado na empresa? A decoração mudou? O estoque foi reabastecido? Quer mostrar ao público algum lugar especial do seu negócio, como uma sala ou um provador? Os vídeos neste formato permitem ao público experimentar tudo o que acontece no ambiente de forma integral, o que potencializa o engajamento.

4) “Vlogs” corporativos

Quem acompanha as tendências de vídeo marketing há alguns anos, certamente acompanhou também o surgimento dos vlogs (abreviação de videolog), vídeos que contam informalmente episódios cotidianos ou acompanham, sob um ponto de vista pessoal, eventos e acontecimentos. Para isso, basta entregar uma câmera a uma pessoa chave da empresa (estoquista, gerente, caixa, entregadores etc) e acompanhar o seu olhar sobre determinado evento ou tema. Isso ajuda a criar identificação e a comunicar de forma simples, informal e efetiva.

5) Storytelling com elementos visuais

Com adaptações, uso da criatividade e um bom storytelling, é possível acrescentar GIFs, vídeos e fotos de apoio, prints de depoimentos e outros elementos visuais aos conteúdos em vídeo nas redes sociais. Isso potencializa ainda mais a produção, agregando um valor estratégico atrativo.

Adriana Coutinho, empresária, palestrante e digital influencer. Founder e CEO da Acout Plus, empresa especializada em gerenciamento e posicionamento de imagem nas redes sociais. Idealizadora dos métodos T.E.R e CRIAS, Adriana Coutinho dissemina seu conhecimento adquirido nos últimos 10 anos de mercado. A empresária conta com grandes cases em seu portfólio como Arezzo, Walt Disney, Universal Music, Niely Cosméticos, Cleo Pires, Luísa Sonza, Fábio Júnior, entre tantos outros.

Deixar uma resposta